COOL TRAIN JAZZ TRIO

-> Surgiu entre o Conservatório de Música de Coimbra e a Universidade, mais precisamente na Real República Corsários das Ilhas entre Outubro e Novembro de 1998. Juntaram-se pela paixão da improvisação, do Jazz, da música erudita, mas essencialmente pela grande vontade de tocar. Entre alguns standards começaram por introduzir alguns originais. Originais esses que vão beber á fonte sempre fresca da música tradicional, á escola vastíssima que é a música erudita e a forma de tocar e de interpretar inspirada pelo JAZZ.

->Apesar da sua tenra idade contam já com alguns concertos dos quais se destacam, concerto no Bar Galeria BACO em Penela, no Bar típico X’TUS na Lousã, no I Encontro de Cultura da ESEC, concerto no mini-auditório da A.A. de Coimbra, no mítico bar 1910, entre outros espectáculos. Têm já agendado para o próximo dia 22 de junho, um concerto no departamento de informática da F.C.T. da Universidade de Coimbra, no dia 23 do mesmo mês estarão no Auditório do I.P.J. de Coimbra. Em julho vão estar no Bar de Jazz Catacumbas no Bairro Alto (Lisboa – dia 1), no dia 6 de Julho em Aveiro no aniversário do Diário de Coimbra. Há ainda outras datas que estão por confirmar.

->Fazem parte de COOL TRAIN TRIO Helder Bruno Martins ao piano, Jorge Queijo na bateria e Miguel Falcão no contrabaixo.

Miguel Falcão
->Nasceu em Coimbra a 23/11/71. Começou a tocar baixo eléctrico em meados de 1986 tendo feito parte de dois projectos da chamada “Música Moderna Portuguesa (MMP)”: Nássi Barbatão e M’as Foiçe (Émasfoi-se), tendo neste último alcançado um 3º e um 1º lugar na        “Mostra de MMP de Coimbra” em 1988 e 1989 e também participado      no concurso de MMP do Rock Rendez-Vous.
Nos anos seguintes colaborou na gravação de alguns trabalhos editados por outros projectos de Coimbra.
Em 1995 iniciou-se em contrabaixo através da participação no workshop da Escola de Jazz da AAC/Hot Club de Portugal.
Mais tarde nesse ano iniciou o estudo de contrabaixo no Conservatório de Música de Coimbra, com o professor Alexander Joffe, onde actualmente frequenta o 3ºgrau.
Em 1996 concluiu a Licenciatura em Engenharia Electrotécnica pela Universidade de Coimbra.
Está recentemente ligado a vários projectos, todos eles em diferentes estilos musicais, onde se destacam Né Ladeiras, Trio de Jazz Cool Train, Mortuary, Baladas Bailadas.

Jorge Queijo
->Nasceu em 1974 em Bragança. 
Iniciou os estudos de piano aos 8 anos na escola regional.
Fez parte de varias formações musicais de diversas áreas.
Iniciou os estudos de Bateria na Academia de Musica e Tecnologia de Coimbra.
Estudou na escola de jazz do Porto na disciplina de Bateria com Khun, fazendo ainda parte do Combo da mesma escola orientado por Pedro Barreiros.
Integrou a maquina Memorias de Agua da companhia Els Comediants de Barcelona no espectaculo movél – Peregrinação da EXPO 98.
Actualmente estuda percussão no Conservatório de Musica de Coimbra na classe do Professor Paulo Oliveira e frequenta o 4º ano de Engenharia Geográfica da Universidade de Coimbra.
É baterista/percussionista de projectos diversificados dos quais se destacam, Orquestra do Conservatório de Musica de Coimbra, Cool Train Trio, Baladas Bailadas e Shiver.

Helder Bruno Martins
->Nasceu em 1976 em Coimbra.
Iniciou o estudo de Piano clássico aos 5 anos.
Aos 11 anos entra para o Conservatório de Música de Coimbra para o curso de Piano Clássico. Foi Pianista da Orquestra de Música Ligeira do Conservatório. Em 96 concluiu o curso do mesmo.
Estudou na Escola de Jazz do Porto com Paulo Gomes. Foi pianista da Orquestra de Dixieland da mesma escola.
É licenciado em Educação Musical pela ESE de Coimbra. Frequentou cursos de Pedagogia com o Prof. Dr. Edwin Gordon, Prof. Dr. Jacques Chapuis.
Estudou Direcção Coral e de Orquestra com o Prof. António Saiote e com o Dr. Virgílio Caseiro.
 Frequentou workshops de Jazz com Carlos Martins, Carlos Barretto, João Maurílio, Carlo Morena, Bernardo Moreira, entre outros.
Estudou Improvisação com Carlos Zíngaro, Richard Teitelbaum, Ed Neumeister.
Gravou com Miguel Guedes da Banda rock Blind Zero, gravou para a colectânea Manifestasons editado pela ACERT – Tondela, foi pianista convidado para o disco do Uruguaio Andrés Stagnaro recentemente gravado em Portugal e que irá ser editado pela EloIbéria.
Acompanhou Né Ladeiras na digressão de 98,   e costuma ser músico convidado de Jorge Palma para alguns concertos dos quais se destacam Tondefesta 98 e Jorge Palma “só”  - realizado em Coimbra em Abril de 99.
Compôs para trabalhos coreográficos da Escola Superior de Dança, compôs para o 4º Congresso ELIA (european league of institutes of arts) realizado na Fundação Calouste Gulbenkian.
 Representou Portugal com mais três músicos nacionais num encontro organizado pela Comissão Europeia de Reintegração dos Países de Leste denominado Art and Culture na República da Eslováquia. Actualmente toca em projectos diversificados como Maré Alta, Cool Train Trio, Baladas Bailadas, Colectivo de Improvisação de Lisboa, e a solo. Orientador de diversos workshops de Música Improvisada e Contemporânea .

www.rockncave.org