FlashPoint

Shannon Colebank é o(a) autor(a) ( segundo o próprio autor, o género não releva) desta fanzine anti-clerical, que reage contra o fascismo crescente da sociedade americana, camuflado pelo conformismo do WASP (White Anglo-Saxonic Protestant) e pela correspondente hipocrisia puritana. Decidiu-se a criar esta fanzine, depois de ter participado numa pacífica manifestação de "punks" anarquistas, reprimida violentamente pelas forças da ordem de Portland (Oregon), que, segundo Shannon, teria ficado assustada com a ideia de diálogo que ali os juntara. Na publicação há sobretudo artigos de opinião, depoimentos e histórias verídicas que contam as violências quotidianas segregacionistas, concervadorismos exacerbados e sexismos generalizados nos espíritos classe média herdeiros da tradição Ronald McDonald e Coca-Cola. Visualmente, tem um estilo pouco elaborado, havendo algumas ilustrações e até, mas raros, "cartoons", todavia impera a página escrita em letra de imprensa.