ROCK’N’CAVE

associação cultural


A Associação Cultural Rock’n’Cave é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 1997, que tem por objetivo promover, divulgar e dinamizar a cultura em todas as suas vertentes. Ao longo de mais de duas décadas tem vindo a desenvolver a criação, produção e apresentação de espetáculos, eventos e festivais, colaborando regularmente na curadoria e gestão de projetos culturais. Contribuímos com todas as nossas iniciativas para que a cultura profundamente radicada na criação contemporânea marque presença viva e multiplicadora na sociedade.


História

A atividade da Associação iniciou-se com um ciclo de concertos, intitulado “Rock’n’Cave”, que decorreu em Coimbra, na “Cave das Químicas” (Departamento de Química da Universidade de Coimbra), entre 1997 e 1999, com alguns dos nomes mais interessantes na “música moderna portuguesa”, como Cosmic City Blues, Tina And The Top Ten, Primitive Reason, Moonspell, Bizarra Locomotiva, incluindo também alguns concertos de bandas internacionais como Dorsal Atlântica (Brasil), The Reign (UK) Wake Up Call (França).


Em 1999 é fundado o Space Festival, dedicado à música experimental e improvisada, onde se procura abordar os novos rumos da música contemporânea, possibilitados quer pela via da experimentação/improvisação, quer pelas novas tecnologias digitais. Inúmeros projectos surgiram no panorama nacional capazes de aproveitar da melhor forma estas novas possibilidades. Atendendo à sua importância e carácter inovador foi objectivo desta Associação contribuir para a sua melhor divulgação. Criou-se uma plataforma de ensaio de formas e formações musicais, dando palco para os músicos portugueses apresentarem as suas iniciativas mais originais. Este festival realizou-se entre 1999 e 2005, em vários locais em Portugal, no qual atuaram nomes como  Oh!Malone, zzzzzzzzzzzzzzzzzp!, Albrecht Loops, Gustavo Costa, Rodrigo Pinheiro, Jorge Queijo, Jorge Coelho, Luís Salgado, Jonathan Saldanha, entre outros.


Ao longo de duas décadas, a Associação promoveu e programou concertos de artistas de jazz em algumas das melhores salas de Portugal, como a Casa da Música, Aula Magna, Teatro Sá da Bandeira e no Festival de Paredes de Coura. Estes concertos incluíram alguns dos principais nomes do jazz à escala global, tais como John Zorn, Marc Ribot, Arto Lindsay, Tim Berne, Marc Ducret, Don Byron, Phil Minton, Joey Baron, Erik Friedlander, Luc Ex, Jim Black, Michael Formanek, Dave Holland, Chris Speed, Bojan Z, Dhaffer Youssef, entre outros. Estes concertos aconteceram em várias cidades portuguesas, como Lisboa, Porto, Coimbra, Aveiro, Braga, Abrantes, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira, Évora, e outras que sentiram o poder contagiante da música experimental e improvisada.


Atividade atual

Atualmente, a Rock'n'Cave colabora e dinamiza diferentes iniciativas culturais, focadas na promoção de diversas práticas artísticas, com o objetivo de aproximar as comunidades da cultura que é produzida e dinamizada a nível local, especialmente em territórios de baixa densidade. Entre os projetos atuais da associação, encontram-se:


  • Rock Com Todos / Escola do Rock de Paredes de Coura

O Rock com Todos é um projeto de inclusão social que pretende alargar os efeitos positivos da música a mais setores da população. É uma iniciativa do Município de Paredes de Coura, em parceria com a Associação Cultural Rock ‘n’ Cave. Além das atividades habituais da Escola do Rock, cuja última edição foi feita no âmbito do Rock com Todos, temos promover uma série de workshops e atividades para pessoas de diversas faixas etárias e contextos sociais - idosos, crianças, cidadãos com necessidades educativas especiais ou provenientes de agregados familiares com carências económicas - que não precisam de ter formação musical para participarem.

https://www.escoladorock.paredesdecoura.pt/


 
  • Ciclo de Polinização Musical de Paredes de Coura

Direção de programação, produção e comunicação do Ciclo de Polinização Musical de Paredes de Coura, em parceria com o Município de Paredes de Coura.

O Ciclo de Polinização decorre ao longo de 9 fins de semana, de junho a outubro, numa tentativa de ampliar, no tempo e no espaço, o impacto positivo da música na região. Cada mês tem 3 fins de semana temáticos dedicados, alternadamente, à música jazz, tradicional e clássica, com uma programação que também inclui atividades lúdicas ligadas à música, às artes e à natureza.
 

https://www.ciclodepolinizacao.paredesdecoura.pt/


  • Space Festival

Direção de programação, produção e comunicação do Space Festival, com novas edições planeadas para 2021 e 2022

Numa altura em que a música experimental e improvisada  tem vindo a afirmar-se de forma mais sustentada, o Space - Festival de Música Experimental e Improvisada renasce para mais uma edição. Este festival nasceu em 1999, em Coimbra. Sendo pioneiro na vertente da música experimental e improvisada, afirmou-se também pela utilização de novas tecnologias digitais, apresentando, nas várias edições, projetos e artistas de referência.  Realizou-se de forma intermitente até 2005, primeiro nesta cidade e expandindo-se depois pelo país, passando pelo Porto, Lisboa, Braga e Aveiro. Nas próximas edições, o Space Festival mantém o formato itinerante e, ao circular por várias salas de espetáculo do país, privilegia a passagem por territórios de baixa densidade, diminuindo as assimetrias entre as regiões ao promover o acesso tanto a projetos já consolidados como a outros emergentes.


 
  • Evento sobre empreendedorismo cultural  [Em preparação]

Organização de um ciclo de formações sobre empreendedorismo no setor da cultura em territórios de baixa densidade, com o objetivo de capacitar associações e agentes locais para revitalizar as suas atividades e a dinamização cultural destes territórios.

Como criar, gerir, programar e comunicar Cultura em meio rural hoje?

A Associação Rock ‘n’Cave parte desta questão para criar um evento com o objetivo de partilhar boas práticas de empreendedorismo cultural e formar futuros agentes culturais sobre este tópico, com foco na dinamização de atividades em território rural. Este “bootcamp cultural” é composto por formações com profissionais certificados e conversas com oradores convidados. O programa de formação irá passar por todas as fases fundamentais de criação e implementação de um projeto cultural.

 


Paredes de Coura,  2021

 ARTES, CULTURA, MÚSICA.